Acroyoga: equilíbrio, confiança e parceria

Mistura de massagem tailandesa, acrobacia e yoga, modalidade conquista cada vez mais adeptos

acroyoga-chalananda-0043

Por Débora Nazário

Rodopios realizados com equilíbrio. Posições que lembram pássaros reunindo duas ou mais pessoas, uma sustentando o corpo da outra. Tudo isso, com a respiração característica da yoga. Essa perfeita união de força e delicadeza se chama acroyoga e vem conquistando muitos adeptos.

O yoga acrobático, ou simplesmente acroyoga, é uma prática que faz a junção de massagem tailandesa, acrobacia e yoga. Foi criado e patenteado pelos americanos Jason Nemer e Carolyn Cohen. Mais popular nos Estados Unidos e em outros países da Europa, as posturas devem ser praticadas em dupla ou trios (a base, o voador e o anjo), com todas as posições feitas fora do ar, apoiadas apenas no corpo do parceiro ou parceiros.

Em Florianópolis a modalidade vem aderindo muitos participantes. Na cidade já existem institutos de yoga que passaram a ensinar a prática, como o Iyvengar Yoga Solar, situado no Campeche. Para a sua realização, se unem três elementos básicos, também chamados de “mantra” do acroyoga: equilíbrio, confiança e parceria. Todo movimento corporal também é um movimento nas emoções e na mente. O trabalho acrobático em grupo é transcender a referência do seu próprio corpo e integrar o outro como parte da estrutura formada com os movimentos.

Diferentemente do que se imagina, a modalidade exige mais consciência corporal do que força física. O objetivo, na prática, é conseguir fazer os movimentos sem o uso de força extrema.  A concentração de quem pratica é também um elemento importante. Duas ou mais pessoas que farão uma posição devem estar concentradas no seu próprio corpo e no do outro. Os movimentos não devem causar dor ou desconforto, por isso a importância de respeitar os limites próprios e os limites do parceiro.

A importância do contato com a natureza

André Felipe Lourenço, praticante de acroyoga há pouco mais de um ano, conheceu a modalidade através de amigos. Antes fazia acrobacia, o que facilitou no início: “Mas qualquer um consegue fazer acroyoga, não precisa ter preparo físico, só para fazer as posições mais complexas, que virão depois de muito tempo de prática”, observa. O contato com a natureza no momento da realização das posições é muito benéfico, fazendo assim uma troca de energia do corpo e com o ambiente. “É muito melhor fazer acroyoga na grama ou na praia, um piso de concreto não passa a mesma energia que a natureza”, enfatiza. O sentimento de superação a cada nova posição alcançada é, para André, o mais gratificante ao fazer acroyoga.

“Descobri com o acroyoga duas coisas que me faziam falta, exercício físico e meditação, é uma delícia fazer, e evolui muito rápido, comecei pela influência de um amigo, mas logo de cara me identifiquei”, revela Letícia Dambroz Filipini, que pratica o acroyga há um ano. Ela procura praticar o acroyoga em lugares abertos e em contato com a natureza, para desfrutar do lugar e também os movimentos que irá aprender.

Não existe uma idade recomendada para o acroyoga, aconselha-se, no entanto, que pacientes com doenças sérias, como hérnia de disco, problemas nos joelhos, ou na coluna não façam, pois essas regiões são exigidas nos exercícios. Na UFSC, são ministradas aulas em diversos horários. O professor Markus Weininger, dá aulas voluntárias de acroyoga no Hospital Universitário, todas as sextas-feiras, das 18h30 às 20h30. Para participar não é necessário ter praticado yoga ou acroyoga antes. Depois de algum tempo de prática, os mandamentos do acroyoga são incorporados à vida pessoal. O mantra equilíbrio, confiança e parceria pode ser aplicado a diversas situações cotidianas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s